segunda-feira, 31 de maio de 2010

Politico(s) pouco Alegre(s)


Depois do magnifico post da minha colega de blog: Esquizofrenia, não devia escrever mais sobre o assunto, mas é que isto incomoda-me!
Manuel Alegre desde as ultimas presidenciais, à qual não obteve o apoio do partido, passou os 5 anos políticos a criticar o governo, o mínimo de coerência que se podia esperar é se o governo está tão mal porquê precisa ele do apoio do PS que tanto o afastou? (E Vice -versa?)
Pois este mês saiu um estudo que os portugueses não confiam nos políticos....mas estão à espera de que? A nossa elite politica é uma vergonha, os interesses eleitorais sobrepõe-se aos ideais e caciquismo é feito à descarada.
Manuel Alegre é mais um exemplo da instrumentalização de um partido, e Cavaco Silva é um homem sem coragem para assumir as suas posições, e nós andamos nisto entre o mau e o muito mau.
Diria Hamlet, em quem devemos confiar??? Eis a questão mais existencialista do momento... Pelos vistos os bons não estão na politica... (e eu cada vez acho mais que estão nos livros.)

Esquizofrenia


(imagem retirada daqui)


É oficial. O Partido Socialista formalizou o seu apoio a Manuel Alegre. Contudo, ainda decorriam os festejos quando Francisco Assis, líder parlamentar do PS, lançou o alerta: "As eleições presidenciais não serão em nenhuma circunstância a primeira volta do que quer que seja, porque têm um significado próprio e valem por si”. Ou seja, apoiamos o poeta (por falta de opção, digo eu), que não vencerá as eleições (dizem eles), mas atenção!, os resultados da derrota não devem ser confundidos com o fabuloso trabalho que o PS tem realizado (esperam eles!).


Com amigos assim...

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Momento histórico!


Imagem retirada daqui


Meus caros,

Como devem ter reparado ontem foi terça-feira. Neste momento estão a perguntar-se: "E??" e com razão! Bem, todas as terças-feiras o Dr. Mário Soares escreve uma "crónica" no Diário de Notícias. Nada de especial, eu sei! Mas o facto extraordinário é que pela primeira vez concordo em absoluto com uma das suas imensas opiniões. O Dr. afirma o seguinte: "É óbvio que o Governo se manterá, pelo menos, até uns meses depois das eleições presidenciais."

Será impressão minha ou o Dr. tem o orgulho ferido? O pseudo apoio do PS ao Poeta Alegre vai sair caro ao Partido Socialista, Sócrates que o diga. Sugiro a leitura atenta da crónica desta semana, perceberão porquê.

domingo, 23 de maio de 2010

Adolfo Suarez


Felizmente a História tem bons políticos e Suarez é um que vale mesmo a pena recordar.
______
"Un político no puede ser un hombre frío. Su primera obligación es no convertirse en un autómata. Tiene que recordar que cada una de sus decisiones afecta a seres humanos. A unos beneficia y a otros perjudica. Y debe recordar siempre a los perjudicados..." Adolfo Suarez

Existe coisas mesmo que eu faço um esforço intelectual/politico tão grande não consigo entender. E acho que não é por falta da minha inteligência


Aborto dá direito a subsídio de maternidade
Segundo dispõe o Decreto-Lei n.º 105/2008, de 2008-06-25, que instituiu «medidas sociais de reforço da protecção social na maternidade», o subsídio social na maternidade passou a ser também concedido nas situações de interrupção voluntária a gravidez nos termos do artigo 142.º do Código Penal (cfr. art.º 4.º, n.º 2 do diploma).

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Medo: "constituição"



“A crise tornou claro que é indispensável pensar a sério na constituição de um governo económico europeu".
Mário Soares, "Visão", 20-05-2010

Vidas diferentes


11 de Maio em Lisboa

"Abriram-se os céus e ouviu-se a voz do Pai"

Wojtyla o musical


Acabei sair de lá, devo dizer que vale mesmo a pena. Ontem o nosso Papa dos Jovens fazia 90 anos. Vale a pena recordar até onde pode ir a grandeza humana, o não tenhais medo de incendiar com o amor e com a fé o mundo. Realmente temos muito para agradecer a João Paulo II, o homem que nos mostro que a santidade veste calças de gangas e sapatilhas.
+ infos aqui: WOJTYLA - MUSICAL
Não esquecer que o dinheiro reverte todo para a construção de um centro social.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Nota de abertura da Rádio Renascença


Mais uma vez a RR têm um discurso prático e recto, desta vez sobre as declarações do nosso Presidente da Republica. Vale a pena ler:
___________________
Se o Presidente da República considera irrelevante o poder de veto que a Constituição lhe confere, mais valia dele prescindir, porque o risco de uma maioria confirmar uma lei que o Presidente vetou existe sempre. Cabe perguntar: a partir de agora não teremos vetos presidenciais ou o Presidente Cavaco Silva só vetará um diploma, quando tiver a certeza de não ser contrariado? Quanto à situação económica, o Presidente sugere que um veto sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo seria pretexto para não combater a crise; e chega a invocar a ética da responsabilidade política para justificar a sua decisão. Mas dos argumentos presidenciais, resulta exactamente o contrário: a crise é que surge como um triste pretexto para não vetar o casamento de pessoas do mesmo sexo. Alguém acredita que agora, com esta promulgação, a crise será melhor combatida? E o que fará o Presidente se a crise piorar, apesar da promulgação desta lei? Até onde irá, nessa circunstância, a sua ética da responsabilidade? Como toda a gente sabe, e o Presidente melhor que ninguém, a crise é antiga, estrutural; e se não foi melhor combatida a outros motivos se deve; muitos, aliás, o têm dito: antes de ser económica, é uma profundíssima crise de valores e de convicções que chega às elites e fragiliza as lideranças. Sem mudar estilos de vida e de liderança, Portugal não sairá da situação em que se encontra neste momento. O mero calculismo político nunca resolve crises; pelo contrário, só as agrava.

Casamento homosexual


"Considerando que a cauda é uma pata, quantas patas tem um cão?
Tem quatro, dado que, o facto de considerarmos que a cauda é uma pata não transforma a cauda em pata."
Abraham Lincoln

Não lhe dou cavaco


Não entendo esta atitude do nosso Presidente da Republica, quando o Cavaco Silva foi eleito, foi pelas suas ideias, foi pelos seus valores.... ai de mim imaginar que se Louça fosse democraticamente eleito viesse defender um liberalismo económico! Porquê que o nosso presidente não tem coragem?
Se uma pessoa não é coerente com os seus ideais é coerente com quê?
Evitar a crise politica ou não aumentar a crise económica com uma crise de valores de certo não é o mais correcto.
Mas hoje e sempre nós não baixamos a cabeça.

Deputado Ricardo Rodrigues do PS rouba gravadores de jornalistas

O que mais me impressiona é mesmo a capacidade de roubar os gravadores, como um miúdo a roubar chocolates, mas que carácter. No concreto o pior é mesmo o sentido da falta de impunidade.

Ora nem mais


Só podia ser piada do 31 da Armada:
"Se estamos condenados a seguir o mesmo caminho dos gregos então comecemos por envenenar Sócrates"

Desculpem lá os grupinhos, mas "nós é que somos a Igreja"







Obrigada Santo Padre


Escreveram em outro blog que a visita do Papa tinha deixado demasiado rouco para falar-se sobre ela. A mim sem duvida deixou-me afonica, mas não ter escrito sobre o balanço da visita foi sobretudo porque o que eu vivi foi tão intenso, tão bonito, tão grande que tinha medo... pondo em palavras, em frases, nunca iria representar a grandeza que foi e isso poderia diminuir tudo aquilo que foi vivido.
Fiquei tão feliz, com tudo o que foi dito...o Papa abriu muitos corações, o Papa trouxe realmente a esperança. Viu-se nas milhares de pessoas que o receberam tão bem.
No domingo, quando pensava que já tinha saudades da imagem, da sua visita (é engraçado como muitos de nós católicos sentimo-nos órfãos) reparei que era dia da festa Ascensão do Senhor e quando Cristo partiu os Apóstolos não ficaram a olhar para o céu, não ficaram tristes...porque não é isso que nos define Cristãos, repararam que era altura de pôr em prática tudo o que tinham ouvido, assim é com a partida no Santo Padre.
É que vale mesmo a pena ler e rezar sobre todas as homilias, todos os textos desta visita. E o mais difícil é viver, e ser realmente coerente.
Obrigada Santo Padre.
Viva o Papa!!!!

terça-feira, 11 de maio de 2010

Ele vem ai +


Hoje quando sai de casa, reparei que os autocarros estavam com a bandeira do Vaticano e com um spot a dar as Boas Vindas ao Santo Padre, fiquei emocionada, porque é já amanhã que ele chega a Portugal, e realmente é mesmo aquilo que se repete no credo: "Creio na Igreja una, santa, católica e apostólica." e quem ama o seu Deus, ama a sua Igreja e ama o seu Papa.
Chega a imagem de Cristo, num país sem esperança, chega o nosso Papa, Lisboa está bonita fala-nos de aquilo que o Pai nos ensinou, fala-nos de caridade.
Só espero conseguir aproveitar cada momento, cada palavra.
Será uma semana cheia de Graças, será uma semana cheia de vocações, será uma semana com o vigário de Cristo.
Bem Vindo

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Habemus Papam [by NBC]

Foi o pai que me ensinou...

Uma visita com muitas Graças


Neste mês de Maria, mês de Maio de 2010 - OMNES CUM PETRO (Papa Bento XVI) AD IESUM PER MARIAM. [todos com Pedro a Jesus por Maria]

Bem vido Santo Padre, Bem vindo a Portugal


Nunca mais tive tempo para escrever por aqui. Esta ultima semana tenho feito aquele que foi o trabalho mais cansativo (olhem que já tive muitos) mas o melhor de todos. Ando a ajudar a organização da visita do Santo Padre a Portugal, voluntariamente já sinto que ganhei tanto, apesar das noites mal dormidas, deitar-me à hora que devia acordar, saber que é por Ele dá-me sempre mais animo, mas vontade.
Não é porque Bento XVI seja um dos maiores intelectuais do século, não é porque Bento XVI para alem de um grande filosofo é um grande teólogo, não é porque Bento XVI tenha escrito magníficos livros. É porque ele é o Santo Padre, é porque ele é o nosso Papa, porque ele é o chefe da Igreja, porque ele é o Vigário de Cristo na Terra.
Como disse o Cardeal José Policarpo, eu quero recebê-lo como estivesse a recebê-LO.