terça-feira, 29 de junho de 2010

Coerência


Quando Cavaco Silva no inicio do mês de Junho aconselho os portugueses a fazerem férias em Portugal o Governo criticou porque achava que tinha sido um abuso do PR, e se todos os PR dos outros países fizessem o mesmo não teríamos turistas estrangeiros.
O meu conselho vão para os Açores passar férias.

Isto é o Comunismo


Já que escrevi sobre a importância do futebol na sociedade contemporaneo, lembrei-me que a derrota de 7-0 de Portugal vs Coreia do Norte, foi um jogo que nos deu imenso prazer, não só pelo resultado mas também pela boa prestação da nossa equipa. Acho que o Bernardino Soares ou a Rita Rato foram os únicos portugueses que não gostaram do jogo.
Mas na realidade, esta questão é séria, porque trata-se da vida humana, os nossos meios de comunicação perguntam; "Os norte-coreanos vão para casa. Ou para o gulag?" recentemente tem saído imensos artigos sobre o destino destes atletas. O que não admira a tentativa de fuga de alguns.
A Liberdade é uma conceito tão bom.

O Futebol na esfera das Relações Internacionais


Todos nós sabemos que o mais interessante do mundial é ver como a o hardpower do ser humano não foi dizimado com o fim das grandes guerras, o fim dos combates e das conquista do território com as armas. Na Europa nos temos o futebol e vibramos com jogos históricos como a Inglaterra vs Alemanha, Portugal vs Espanha, ou aquele que foi o clímax do futebol: Inglaterra vs Argentina (ainda hoje os Ingleses não perdoam Maradona pela aquela mão e os Argentinos apesar de perderem a Guerra das Maldivas, ganharam o jogo).
Esta correlação sociedade internacional e futebol podia dar uma tese de mestrado em sociologia das massas.
O futebol mexe com o nosso patriotismo, o futebol faz-nos deixar de ser um continente europeu, mas um pais, o futebol faz-nos alegres no meio de uma crise.


domingo, 27 de junho de 2010

Poque hoje acaba as Sanjoaninas

Sometimes, when I look deep in your eyes, I swear I can see your soul

O melhor do Jogo


O melhor do jogo Brasil vs Portugal, foi mesmo o lusotropicalismo

Porque é Domingo: LIBERDADE


"Ao grito desesperado do pastor Brand, no homônimo drama de Ibsen (“Responde-me, ó Deus, na hora em que a morte me engole: não é, então, suficiente toda a vontade de um homem para conseguir uma só parcela de salvação?”), corresponde a humilde positividade de Santa Teresinha do Menino Jesus, que escreve: “Quando vivo a caridade, é somente Jesus que age em mim”. Tudo isto significa que a liberdade do homem, sempre implicada pelo Mistério, tem como forma suprema e inatacável de expressão a oração. Por isto, a liberdade se coloca, segundo toda a sua verdadeira natureza, como pedido de adesão ao Ser, portanto, a Cristo."



Luigi Guissani (fundador do CL) Palavras pronunciadas diante de João Paulo II, Roma, Praça de São Pedro, 30 de maio de 1998

sábado, 26 de junho de 2010

Tudo em Familia......

"Deixe a arma, pegue os canelones" in, The Godfather

Porque é dia 26 de Junho

Os caminhos mais simples, são os mais difíceis


Por onde ando.....


No Internationa Meeting in Political Studies and International Summer School, com o tema central: Political Dimensions of the Economic Crisis: The Future of the Market Economy and Democracy.

sábado, 19 de junho de 2010

Chuck Norris Vs Bear

Já repararam que José Sócrates é o Chuck Norris da politica, por mais mentiras e porcaria que o nosso primeiro ministro diga e faça ele é imbatível.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

José Saramago

José Saramago morreu, será que a Espanha também vai fazer os dois dias de luto? Pelo o que eu ouvi dizer Portugal só era o país em que ele, por acaso, nasceu...

Sarau Cultural Projecto Cabo Verde


É já amanhã o Sarau Cultural, na Residência Universitária Álamos, para Angariação de fundos para o Projecto Cabo Verde 2010 (http://projectocaboverde.no.sapo.pt/)
O Programa é constituído por um musical e com muitas surpresas...vale a pena.
A entrada custa 5€, que reverte na totalidade para o Projecto Cabo Verde.
Ficamos à sua espera.

Uma forma brilhante de ensinar

A ouvir a Norah Jones apreendia o alfabeto todo.

terça-feira, 15 de junho de 2010

O Amor

Madre del Amor Hermoso é o nome do texto.
___________
Observamos en nuestras sociedades una cierta insatisfacción sorda y camuflada. En el fondo, deseamos algo más que la mera vida, por grandes que sean sus promesas, sus atracciones y distracciones. No queremos sólo ser ricos y estimados; queremos amar y ser amados, deseamos ser lo más importante para alguien y acoger a otro alegremente en el corazón. Toda la existencia humana es un grito hacia un tú,[1] es una búsqueda del otro. Por la misma constitución de nuestra naturaleza tenemos la vocación de ser amantes, en el sentido más pleno y profundo de la palabra.[2] El hombre no puede vivir sin amor destaca el Papa Juan Pablo II. Permanece para sí mismo un ser incomprensible; su vida está privada de sentido, si no le es revelado el amor, si no se encuentra con el amor, si no lo experimenta y no lo hace propio, si no participa en él vivamente.[3]

Coisas boas deste mundial de futebol


Vamos ouvir falar de África, vamos ouvir falar de Nelson Mandela.

Faz 1 mês que dormi na avenida dos Aliados


quinta-feira, 10 de junho de 2010

A culpa é do século XVIII


Hoje estava a dar um programa na televisão que falava da ciência do futebol. Inacreditável porque numa forma positivista, com cálculos, contas, estatística e metodologias explicavam como se marca mais facilmente um golo. Esta geração cartesiana pode cair no ridículo. como diz o povo brasileiro: "Futebol não é ciência, não."

Vuvuzelas


Hoje descobri que o neto do meu vizinho de cima tem uma vuvuzela. Não são boas novidades...

Porque hoje é dia de Portugal

Sétima Legião - Por Quem Não Esqueci (ao vivo)

Coisas boas do dia de Portugal

terça-feira, 8 de junho de 2010

Toma lá


Outrora fora um símbolo do Zé Povinho.

É que estamos mal amanhados(*)


Vítor Constâncio, que saiu de consciência tranquila como presidente do Banco de Portugal, está agora na Vice Presidência do Banco Central Europeu, o sei antecessor, era imaginem lá, um grego.
(*)expressão açoriana que pode ser traduzida como "estamos lixados"

Pedro Pestana Bastos - Agora é que isto acerta


É nestas alturas que gostava de estar filiada num partido. Mais infos AQUI

segunda-feira, 7 de junho de 2010

ENSINO PORTUGUÊS: O salto suicida


Nós não precisamos de mais exemplos para ser notório como o país está mal, como este governo é irresponsável. Mas isto não pode passar indiferente, a questão da educação é fulcral no desenvolvimento tanto colectivo como pessoal, um individuo só tem conhecimento da sua dignidade humana se tiver formação para se aperceber de tal concepção.
O domínio e a massificação ideológica do ensino é típico de regimes totalitários, assim conseguem dominar os conceitos como: Liberdade, Amor, relações sexuais, etc etc...
Em Portugal isto está a ser feito de forma gradual e silenciosa, mas esta ultima noticia ridicuariza o nosso ensino ao máximo, como é possível saltar de anos sem ter conhecimento e capacidade. Será que mais uma vez o que realmente importa são os números, para apresentar à UE? É a quantidade e não a qualidade?
É assim que preparamos as próximas gerações??? É assim que preparamos o futuro de Portugal???
Vamos passar e não saltar.

domingo, 6 de junho de 2010

Porque é Domingo

Esta musica e esta letra são prefeitas para o tempo de Acção de Graças.

A ética da irresponsabilidade


Mais um grande texto do Padre Gonçalo Portocarrero, é que o dom da palavra deste senhor não me para de surpreender.
Adenda: a foto não é alusiva ao tempo da escravatura é mesmo para falar do casamento.
_______
O Presidente da República (PR) entendeu promulgar a lei que institucionaliza o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo. Fê-lo invocando a «ética da responsabilidade» e contra o seu próprio parecer sobre a questão.A expressão «ética da responsabilidade» é redundante, porque a irresponsabilidade nunca é ética, como é óbvio. «Responsabilidade» significa, etimologicamente, o «peso» (pondus, em latim), da «coisa» (em latim, res), ou seja, ser responsável é acarretar com as consequências das próprias convicções em todos os actos e opções. A «ética da responsabilidade» opõe-se, portanto, à lógica da conveniência, cujo critério decisivo não é pautado por imperativos morais, mas por razões de oportunidade.Ora o PR, que podia não ser cristão e, não o sendo, até podia ser partidário do casamento entre pessoas do mesmo sexo, fez questão em deixar claro que não concorda com o teor do diploma que promulgou. Ou seja, foi o PR que chamou a atenção para a incoerência da sua atitude: enquanto cidadão supostamente católico, pensa de uma forma; mas enquanto PR, age ao contrário. Mas como a fé se manifesta pelas obras e os princípios também, pois se assim não fosse não seriam princípio de coisa nenhuma, forçoso é concluir que quem procede deste modo não tem fé, nem princípios.Também por razões de oportunismo, não faltaram políticos, militares, cientistas, juízes, etc., que cederam às exigências do poder, nomeadamente nazi e estalinista, por exemplo. Não restam dúvidas de que o seu acatamento dessas ordens superiores beneficiaram a coesão social dos respectivos regimes, sobretudo em situação de guerra ou de grave crise nacional, mas uma tal vantagem prática os não iliba da correspondente responsabilidade moral: não é uma desculpa, mas uma culpa decorrente da sua irresponsabilidade ética, do seu relativismo moral. Não foram vítimas dessas injustiças, mas cúmplices. O medo pelas consequências necessárias de um acto eticamente exigido não é prudência, é cobardia.Mas – poderiam objectar alguns politólogos mais manhosos – não seria ineficaz, em termos práticos, a recusa da promulgação do controverso diploma, na medida em que constitucionalmente não poderia deixar de o ser se, de novo, fosse remetido à presidência pelo parlamento, como decerto ocorreria?! De modo algum, porque o PR podia e devia fazer saber a quem de direito que, não podendo agir contra os seus princípios e a sua consciência, ver-se-ia obrigado a demitir-se se essa lei lhe fosse reenviada, ou a dissolver a Assembleia da República. Em qualquer dos casos, a responsabilidade pela crise política decorrente seria única e exclusivamente de quem insistisse nessa questão fracturante. Pelo contrário, promulgando o diploma, o PR não só o faz seu como faz saber à nação e aos outros órgãos de soberania que está disponível para sancionar qualquer lei, mesmo que contrária aos princípios morais que era suposto seguir na sua actividade política.Outra é a lógica da honra e da fé. Thomas More, ex-chanceler de Henrique VIII, estava disposto a servir o seu país e o seu rei, mas não à custa dos seus princípios morais ou da sua religião. Em termos de estabilidade política ou de conveniência pessoal, poderia ter transigido com o divórcio real mas, como era um homem de fé e de princípios, não o fez. A coerência custou-lhe a vida. João Baptista não teve medo de denunciar a imoralidade de Herodes e a sua não cedência ante o adultério do monarca, que teria sido muito oportuna social e politicamente, dada a grave crise resultante da ocupação romana, teve para o precursor uma consequência trágica: o martírio.São Thomas More e São João Baptista perderam literalmente a cabeça, mas não a fé, nem a honra, ao contrário dos que vendem a alma e a sua dignidade por mesquinhos interesses conjunturais. Aqueles não foram vencidos da vida, mas vencedores do mundo, ao invés dos que renegam os seus princípios por calculismo eleitoral e oportunismo político. Vae victis…
Gonçalo Portocarrero de Almada

sábado, 5 de junho de 2010

A esperar pela queda

Já estamos no facebook

As certezas de José Sócrates


A epopeia


Hoje fui às compras, à procura de um fato de banho e devo dizer que é mais fácil comprar droga em Portugal do que um fato de banho. Porquê que todos os fatos de banho que existem são anacrónicos? Um totalitarismo do biquíni ou gostar de mostrar a celulite? Não acho mal os biquínis, só acho mal não haver fatos de banho, talvez seja por causa da minha paixão pelo marcado livre.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Uma só palavra



Exemplo


Portugal adora seguir o exemplo dos países desenvolvidos, para poder parecer ser rico. Então é de dizer ao senhor José Sócrates que aqui está uma óptimo atitude a seguir de uma das regiões mais ricas da Europa, o Norte de Itália.
__________

Para quem estiver indecisa entre interromper a gravidez ou não, o presidente da região italiana da Lombardia, Roberto Formigoni (direita), avançou com uma medida que poderá ajudar a escolher: um subsídio mensal de 250 euros durante um ano e meio - 4500 euros ao todo - para quem optar por não abortar.O princípio é simples: "Nenhuma mulher terá de abortar na Lombardia por dificuldades económicas", como explicou Formigoni ao jornal de Milão Il Giorno.Uma medida para uma campanha antiaborto aprovada na segunda-feira pelo governo da região do Norte da Itália que tem Milão como capital. E para assegurar a entrada em "fase experimental" da iniciativa, foi criado um fundo inicial de cinco milhões de euros - o Fundo NASKA. "Queremos ajudar as famílias, a maternidade e a natalidade ao eliminar, dentro do possível, os obstáculos, começando pelos de natureza económica, que tornam mais difícil tomar uma decisão a favor da vida", afirmou o presidente da Lombardia."Os esforços da junta são particularmente importantes por coincidirem com uma altura de instabilidade económica e social", disse o ministro regional para os assuntos da família, Julius Boscagli, ao diário milanês Il Giornale.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Se eu soubesse que Deus ia andar nas ruas da minha cidade, não ficava em casa no sofá


Amanhã é dia do Corpus Christis, do Corpo de Deus em Lisboa:

Sé Patriarcal

  • 11.30H – Celebração da Santa Missa, presidida pelo Senhor Cardeal-Patriarca.
  • 12.30H-16.30H – Adoração do Santíssimo Sacramento.

Solene Procissão do Corpo de Deus

  • Início às 16.30H, com o seguinte percurso:
    Largo da Sé, Rua das Pedras Negras, Rua da Madalena, Rua dos Condes de Monsanto, Praça da Figueira, Rua da Prata, Rua da Conceição, Rua de Santo António da Sé e Largo da Sé.

No Terreiro da Sé, cerca das 18.00H:
Bênção do Santíssimo Sacramento.

Ainda à procura do melhor Presidente da Republica


Ainda à procura do melhor Presidente da Republica


...O Homer Simpson foi eleito o melhor personagem de tv, depois pensei...será que..

terça-feira, 1 de junho de 2010

FELIZ DIA DA CRIANÇA

Agora é só uma questão de criatividade...


Apetece-me voar...

...e voar como uma águia, não como uma ave de capoeira.

O valor da coragem politica


A politica não é efémero, é isso que Cavaco Silva não entende. O Rei Belga Balduíno, o filho mais velho do rei Leopoldo III da Bélgica, ficou na historia não por ter resolvido as crises que sempre existiram nas sociedades, mas pela atitude corajosa de lutar por aquilo que acreditava, pelo exemplo de chefe de Estado e pela luta na questão realmente facturante, a da vida. Balduíno I renunciou, entre 4 e 5 de Março de 1990, às suas funções como chefe de Estado ao recusar assinar a lei de despenalização do aborto no país.
Isto sim é coragem politica, ou melhor isto sim é politica.

Ainda o tal casamento


José Socrátes diz uma verdade, falando contra si, para atacar Cavaco Silva.
Assim vai a nossa politica. Excitante...
(Eu nunca pensei dar razão a Socrátes)
_____