sexta-feira, 22 de julho de 2011

Eles andam ai


Outro dia, a Google celebrou a descoberta da genética, com um logótipo em honra de Mendel. O que me fez lembrar que Mendel era um monge, católico Angostiniano na Abadia de São Tomé em Brno e mesmo assim uma grande cientista.
Gosto tanto disto, quando a fé e a razão aparecem tão juntinhas!
Peço desculpa ao portal ateu, principalmente aos senhores da redacção da secção "cientifica" e da secção "a religião é um atraso" mas, na verdade foi um monge, católico, que descobriu a genética e a sua teoria foi essencial para a síntese evolutiva moderna.
Normalmente não se costuma falar dos cientistas catolicos, não fica bem, mas eles são muitos e andam ai.

1 comentário:

Clara disse...

So true! adoro ouvir os meus professores de genética dizerem que Mendel era católico =D